Pantanal
O pantanal é a maior planície úmida do Planeta, com uma superfície de mais de 200.000 km2 em território brasileiro. Ocupa grande parte dos Estados de Mato Grosso do Sul e Mato Grosso estendendo-se, também, por países vizinhos como Argentina, Bolívia e Paraguai. A planície inundável, com leves ondulações, pontilhadas por morros isolados e rica em depressões rasas, tem seus limites demarcados por variados sistemas de elevações como chapadas, serras, e é cortada por grande quantidade de rios, todos pertencentes à Bacia do Paraguai. Na região pantaneira, a paisagem altera-se profundamente nas duas estações bem definidas do ano: a seca e a chuvosa.

Durante a seca, nos campos extensos cobertos predominantemente por gramas e vegetação de cerrado, a água chega a escassear, restringindo-se aos rios perenes de leitos definidos, às lagoas próximas a esses rios e a alguns banhados em áreas mais rebaixadas da planície. De novembro a março, o Pantanal vive o período das cheias.

Com as cheias, as depressões são inundadas, formando extensos lagos, reconhecidos como Baías, de extrema beleza. Com a subida das águas, volumosa quantidade de matéria orgânica é carregada pela correnteza a grandes distâncias.
Dicas

Durante a primavera-verão, época mais quente, as temperaturas mantém-se constantemente elevadas, principalmente na primavera, ocasião em que o Sol passa pelos paralelos da região, dirigindo-se para Sul, e a estação chuvosa ainda não se iniciou. Com efeito, o meses mais quentes são Setembro e Outubro, com médias de temperatura entre 26 e 28 graus. Em alguns anos, já se registraram temperaturas superiores aos 42 graus.
No inverno, registram-se frequentemente temperaturas muito baixas nos meses de Junho e Julho. A média de temperatura nesta época é de 20 graus. As temperaturas baixas durante o inverno estão relacionadas com o avanço das massas de ar de origem polar, que muitas vezes provocam geada na região.

O regime de chuva é bem marcado durante o ano. No verão, chove praticamente 70% da chuva anual, sendo que durante os meses Dezembro, Janeiro e Fevereiro, é muito difícil um dia sem chuva na região. O motivo é a presença de um sistema de baixa pressão atmosférica, provocada pelo forte aquecimento da área central do continente, que forma áreas de instabilidades tropicais. Este sistema de tempo é conhecido pelos meteorologista por Baixa do Chaco. Em contrapartida, o inverno é extremamente seco. Nesta época do ano as chuvas são muito raras, havendo em média, 4 a 5 dias de ocorrência deste fenômeno por mês. Esta estabilidade está relacionada pelo predominio de uma forte massa de ar seco subtropical, que atua de forma intensa na área central do continente, sendo perturbada apenas, pelaa passagem de frentes frias associadas com massas de ar de origem polar bastante intensas.

O Clima "Pantanal"
JAN FEV MAR ABR MAI JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ  
  T.Mínima(ºC) 23,8 23,4 23,4 22,3 19,9 17,6 16,5 18,2 22,3 23,3 23,4 23,5
  T.Máxima(ºC) 33,2 33,1 33,4 33,2 31,7 30,4 31,6 34,1 34,4 35,0 32,0 33,3
  Chuva(mm) 213,0 202,6 173,3 119,4 56,7 19,3 10,2 10,3 51,2 102,8 155,7 195,4